"Mentirosa" acusa irmão e cunhada por agressões, e é indiciada por denunciação caluniosa em Chapecó

Acionar a polícia, dando causa a uma investigação sobre fatos que não ocorreram é crime de denunciação caluniosa, punido com pena de reclusão de 2 a 8 anos.

Cadastrado em 10/01/2019 08:13

Notícia por Agência de Notícias Qbo Mais

"Mentirosa" acusa irmão e cunhada por agressões, e é indiciada por denunciação caluniosa em Chapecó

A Polícia Civil, por meio da DPCAMI Chapecó, concluiu investigações que apuravam supostas lesões corporais praticadas no âmbito da Lei Maria da Penha. 

J.R.R., de 50 anos, procurou a Central de Plantão Policial e denunciou ter sofrido lesões corporais praticadas por seu irmão e sua cunhada. Efetuado o registro, a DPCAMI assumiu o caso e foram iniciadas as investigações. 

Durante as diligências verificou-se contradições no depoimento da suposta vítima. Posteriormente, foi comprovado que tudo não passou de uma discussão familiar, sendo que J.R.R. acabou confessando serem os fatos inverídicos. 

Acionar a polícia, dando causa a uma investigação sobre fatos que não ocorreram é crime de denunciação caluniosa, punido com pena de reclusão de 2 a 8 anos. 

Toda vez que uma denúncia falsa é registrada, órgãos policiais são acionados e há grande perda de tempo, recursos humanos e materiais para apurar um fato que não ocorreu, deixando investigações de crimes graves e vítimas que realmente dependem de uma resposta da polícia, aguardando por mais tempo. 

A Polícia Civil, por meio da DPCAMI está sempre pronta para proteger e buscar a punição daqueles que atentam contra a integridade física ou psicológica das mulheres, crianças, adolescentes e idosos, no entanto, não podem os trabalhos policiais serem desvirtuados e servirem de objeto de vingança. 

Toda denúncia é apurada e busca-se a punição exemplar do infrator, porém, sempre observando os valores da legalidade e justiça.

Fonte: POLÍCIA CIVIL


Tags da postagem

Mentira Geral Chapecó 09 de janeiro de 2019 Preservação Pessoal Ética e Honestidade denunciação caluniosa reclusão