EDITAL TRF abre vagas para nível médio com salário de R$ 7.591,37

Tribunal Regional Federal da 4ª Região libera edital de concurso público para técnicos, de nível médio

Em 19/06/2019 10:14
Atualizado em 19/06/2019 15:27

Notícia por Agência de Notícias Qbo Mais

EDITAL TRF abre vagas para nível médio com salário de R$ 7.591,37

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com jurisdição no Paraná, Santa Catarin Sul, abriu edital de concurso público (Concurso TRF 4ª Região 2019) para o preencher no cargo de Técnico Judiciário, com requisito de nível médio. Além disso, o certame candidatos de nível superior, com exigência de nível superior. A Fundação Carlos Chagas tem a  responsabilidade do certame.

O edital de concurso do TRF-4 conta com vagas para Técnico Judiciário nas áreas de Segurança e Transporte; e Tecnologia da Informação. Para Analista Judiciário, as chances são para as seguintes áreas: Judiciária; Oficial de Justiça Avaliador; Sistemas de Tecnologia Infraestrutura em Tecnologia da Informação. O salário de técnico, de nível médio, é de R$7.591,37! Para analistas, os ganhos chegam R$ 12. 455,30.

Sobre os cargos do concurso TRF 4

Analista Judiciário – Judiciária

Requisitos: Diploma ou Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em Direito, fornecido por instituição de nível superior, reconhecido pelo MEC – Ministério da Educação.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de fornecer suporte técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores. Compreende o processamento de feitos, a elaboração de pareceres, certidões e relatórios estatísticos e a análise e pesquisa de legislação, doutrina e jurisprudência. Envolve a indexação de documentos e o atendimento às partes, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Oficial de Justiça Avaliador Federal

Requisitos: Diploma ou Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em Direito, fornecido por instituição de nível superior, reconhecido pelo MEC – Ministério da Educação.

Atribuições: Realizar atividades de nível superior a fim de possibilitar o cumprimento de ordens judiciais. Compreende a realização de diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Sistemas da Tecnologia da Informação

Requisitos: Diploma ou Certificado devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo, em qualquer área, acompanhado de especialização na área de Tecnologia da Informação, com carga horária mínima de 360 horas, ambos em Instituições de Ensino reconhecidas pelo MEC – Ministério da Educação, ou Curso Superior na área de Tecnologia da Informação devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades relacionadas a garantir o adequado processamento de informações por sistemas de TI, compreendendo o planejamento, o desenvolvimento, otimização, documentação, implantação e sustentação dos sistemas informatizados de processamento de informações; envolve a definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações. Envolve a prospecção de soluções e novas tecnologias, elaboração de pareceres e especificações técnicas e o conjunto de artefatos necessários para contratação de bens e serviços de tecnologia da informação, bem como a fiscalização e gerenciamento de contratos e supervisão de atividades e projetos de soluções de Tecnologia da Informação, e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade

Analista Judiciário – Infraestrutura em Tecnologia da Informação

Requisitos: Diploma ou Certificado devidamente registrado, de conclusão de curso superior completo, em qualquer área, acompanhado de especialização na área de Tecnologia da Informação, com carga horária mínima de 360 horas, ambos em Instituições de Ensino reconhecidas pelo MEC – Ministério da Educação, ou Curso Superior na área de Tecnologia da Informação devidamente reconhecido.

Atribuições: Realizar atividades relacionadas a garantir o adequado funcionamento da infraestrutura de tecnologia da informação, compreendendo o planejamento, organização, documentação e execução das rotinas necessárias à administração e sustentação dos serviços de comunicação, armazenamento, banco de dados, tecnologias de rede, sistemas operacionais, tecnologias de colaboração e segurança da informação. Envolve a prospecção de soluções e novas tecnologias, elaboração de pareceres e especificações técnicas e o conjunto de artefatos necessários para contratação de bens e serviços de tecnologia da informação, bem como a fiscalização e gerenciamento de contratos e supervisão de atividades e projetos de soluções de Tecnologia da Informação, e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Administrativa

Requisitos: Comprovante de conclusão de ensino médio ou equivalente, devidamente reconhecido por órgão competente para tal.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de fornecer auxílio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento da organização. Compreende o processamento de feitos, a redação de minutas, o levantamento de dados para elaboração de relatórios estatísticos, planos, programas, projetos e para a instrução de processos, a pesquisa de legislação, doutrina e jurisprudência, a emissão de pareceres, relatórios técnicos, certidões, declarações e informações em processos. Envolve a distribuição e controle de materiais de consumo e permanente, a elaboração e conferência de cálculos diversos, entre outras.

Técnico Judiciário – Segurança e Transporte

Requisitos: Comprovante de conclusão de Ensino Médio ou equivalente, devidamente reconhecido por Órgão competente para tal e carteira nacional de habilitação, no mínimo, categoria “D”.

Atribuições: Realizar atividades de nível intermediário a fim de zelar pela segurança dos magistrados, servidores, visitantes, instalações e bens patrimoniais do órgão, como também garantir a adequada condução de veículos oficiais. Compreende o controle de entrada e saída de pessoas e bens, a realização de rondas para verificação das condições das instalações, a direção defensiva de veículos oficiais, o registro de ocorrências que fogem à rotina e de incidentes ocorridos com veículos, a execução de atividades de prevenção e combate a incêndios, e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Tecnologia da Informação

Requisitos: Informação Comprovante de conclusão de Ensino Médio ou equivalente, devidamente reconhecido por Órgão competente para tal.

Atribuições: Prestar suporte técnico de 2º nível aos usuários, nas diversas áreas de TI. Auxiliar no controle da qualidade dos sistemas desenvolvidos e serviços prestados, avaliando, inclusive, no primeiro caso, o código fonte gerado. Produzir e atualizar a documentação de softwares, serviços e dispositivos. Elaborar e realizar testes de softwares, serviços e dispositivos. Acompanhar e avaliar sistemas implantados e serviços prestados. Instalar, configurar e manter ativos de infraestrutura e rede, físicos e virtualizados. Monitorar a utilização e o desempenho dos ativos de microinformática, infraestrutura e rede, identificando os problemas e promovendo as correções necessárias. Elaborar pareceres técnicos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade. Auxiliar na elaboração de especificações técnicas de bens e serviços de TI.

Inscrição Concurso TRF 4

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 10 horas do dia 03 de junho e 14 horas do dia 26 de junho de 2019, no site oficial da banca organizadora do concurso (http://www.concursosfcc.com.br). A taxa de inscrição custa R$71,00 para nível superior e R$61,00 para nível médio.

Provas

O concurso TRF-4 contará com provas objetivas (para todos), estudo de caso (para todos) e redação (somente para técnico judiciário da área administrativa). As avaliações serão aplicadas no dia 04 de agosto de 2019, nos seguintes períodos: a) MANHÃ – cargos de Técnico Judiciário – todas as Áreas/Especialidades; b) TARDE – cargos de Analista Judiciário – todas as Áreas/Especialidades.

As Provas Objetivas, Estudo de Caso e Discursiva – Redação – serão realizadas nas seguintes cidades:

no estado do Rio Grande do Sul: em Canoas, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana;

no estado de Santa Catarina: em Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Lages;

no estado do Paraná: em Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Londrina e Umuarama.

As Provas Objetivas de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos terão caráter habilitatório e classificatório e serão avaliadas, cada uma, na escala de 0 (zero) a 10 (dez).

A nota das Provas Objetivas no concurso corresponderá à média aritmética ponderada das notas obtidas em cada prova, na escala de 0 (zero) a 10 (dez), atribuindo-se:

a) peso 1 (um) à nota da Prova Objetiva de Conhecimentos Gerais;

b) peso 2 (dois) à nota da Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos.

Será considerado habilitado o candidato que obtiver, simultaneamente, no mínimo, 50% de acerto na prova de Conhecimentos Gerais e, no mínimo, 50% de acerto na prova de Conhecimentos Específicos.

Fonte: noticiasconcursos.com.br Foto:Google

Compra, venda e locação de imóveis

Acesse o site e confira!


Tags da postagem

Concurso Público Geral TRF4 Quilombo SC Brasil. 19 de junho de 2019 Renda Trabalho e Carreira