Homem é condenado a 16 anos de prisão por homicídio e tentativa de feminicídio em Novo Horizonte

Ao Portal Minutta, o promotor Alberton relatou ainda que o condenado responde a outro processo, também por homicídio. O promotor contou ainda que Hortega fica preso em Xanxerê até encerrar o processo, pois deverá haver recurso para aumento da pena.

Em 29/11/2019 20:39

Notícia por Agência de Notícias Qbo Mais

Homem é condenado a 16 anos de prisão por homicídio e tentativa de feminicídio em Novo Horizonte

Em júri realizado na tarde desta sexta-feira (29), na Câmara Municipal de São Lourenço do Oeste (SC), Hortega de Maria de Lara foi condenado a 16 anos e 4 meses de prisão por tentativa de feminicídio e também por homicídio duplamente qualificado. Ele cumprirá a pena no Presídio Regional de Xanxerê (SC).

"Na semana em que se celebrou o Dia Mundial de Combate à Violência contra a Mulher, realizamos o julgamento de um caso de tentativa de feminicídio e de homicídio consumado. A justiça foi feita e a mensagem à sociedade foi transmitida. Não à violência", disse através de uma rede social o promotor Marcos Schlickmann Alberton, que atuou na acusação no júri desta sexta.

Ao Portal Minutta, o promotor Alberton relatou ainda que o condenado responde a outro processo, também por homicídio. O promotor contou ainda que Hortega fica preso em Xanxerê até encerrar o processo, pois deverá haver recurso para aumento da pena.

O caso

Hortega de Maria de Lara foi preso no dia 16 de dezembro de 2018 depois de confessar ter matado Edison Xaviel na linha Platanéia, interior de Novo Horizonte (SC). Ele matou Edison a facadas depois que ele tentou defender a namorada Néri Terezinha de Lara, que é filha de Hortega. O autor do crime foi preso no mesmo dia do crime. 

Autor: Angela Maria Curioletti/Portal Minutta Foto: Reprodução

 

Publicidade

 

Tags da postagem

Martelo Geral Novo Horizonte - Sc 29 de novembro de 2019 decisão cndenação