Mais tempo em casa, população gera aumento no consumo de internet

Em 09/09/2020 16:17

Notícia por Agência de Notícias Qbo Mais

Mais tempo em casa, população gera aumento no consumo de internet

Ao mesmo tempo em que alguns setores viram as demandas diminuírem pelo isolamento condicionado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), outros tiveram que dar conta de significativo aumento. Os provedores de internet estão entre os que viveram essa revolução e, num curto espaço de tempo, precisaram se adaptar para atender as necessidades dos clientes.

Com operação no Oeste de Santa Catarina e Sudoeste do Paraná, a Empire Telecom foi um dos provedores que sentiu essa mudança de comportamento do consumidor. Reinaldo Guerra, gerente administrativo da empresa, conta que o impacto foi imediato e representou um incremento na contratação de banda de aproximadamente 60%. “Desde o início da pandemia, quando foi anunciada a necessidade do distanciamento social, o consumo de banda de internet está aumentando. E, pelas informações que temos, deve continuar”.

Guerra explica que o aumento se dá, em grande parte, pelo fato das pessoas permanecerem em casa e, automaticamente, consumirem mais informações e conteúdos via internet. Ele cita, por exemplo, o consumo de vídeo e áudio online - o chamado streaming –, uso de aplicativos, jogos e aulas online. “A maneira de consumir mudou. É só a gente fazer uma análise das bandas e grupos musicais. Um significativo número está fazendo live show”. A isso, ele acrescenta ainda a implantação do sistema home office. “A banda de internet acaba sendo dividida. Isso faz com que o consumo residencial em horário comercial aumente”, disse explicando que, por isso tudo, muitos consumidores fizeram os chamados upgrades – aumento da banda contratada.

Paralelo a essas questões, o gerente administrativo da Empire Telecom cita a digitalização das empresas. Ele lembra que muitas empresas, para manterem suas operações, precisaram migrar para mundo digital. “Investimentos e mudanças que estavam previstas para três ou cinco anos precisaram ser implementadas imediatamente”.

Adaptação

De acordo com o gerente administrativo da Empire, o aumento no consumo de internet foi mundial e exigiu adaptações por parte dos grandes players do mercado. O youtube, por exemplo, que fazia o carregamento dos vídeos de forma automática, em full hd ou 4k, hoje carrega os vídeos em 480 pixels. “Essa foi uma atitude para que houvesse estabilidade no consumo de internet”.

Lucas Bernardi, supervisor de NOC - centro de operação de rede – da Empire, disse que a empresa, ao perceber o aumento no Ponto de Troca de Tráfego (PTT), que fica em São Paulo, buscou, junto aos fornecedores, aumentar a banda contratada. “Nós já tínhamos uma estrutura de hardware para suportar esse incremento de banda. A nossa rede interna de fibra nas cidades praticamente não foi afetada”, disse emendando que, por outro lado, com o aumento na banda nacional, houve gargalo no link dos fornecedores. Outra medida adotada para atender as demandas dos clientes foi dobrar a capacidade em alguns pontos da rede, especialmente nos que interligam duas cidades.

Junto com isso, Guerra cita a contratação de novos links para garantir a redundância no fornecimento. “Assim como outros provedores do Sul, nós sofremos recentemente com o tornado que rompeu uma série de cabos e interrompeu o fornecimento. A redundância vem para minimizar isso também”, esclarece.

Dicas

Para o consumidor, a dica é, com exceção do celular, usar uma rede cabeada dentro de casa. Ainda, evitar conexões em plataformas duvidosas ou não oficiais e manter os equipamentos atualizados. Segundo Guerra, isso vai garantir a qualidade e estabilidade da banda contrata.


Tags da postagem

Geral Reinaldo Guerra Empire SLO São Lourenço do Oeste