Mulher que se acidentou após aquaplanar na BR-101 será indenizada por concessionária da rodovia

Responsabilidade nas rodovias, e o tema abordado pela Advogada Luciana Zanco.

Em 12/02/2020 19:44

Notícia por Luciana Zanco

Mulher que se acidentou após aquaplanar na BR-101 será indenizada por concessionária da rodovia

Vamos falar sobre a responsabilidade das rodovias, seja ela do poder publico ou das concessionárias que tem a obrigação de dar manutenção nas mesmas. Vejamos esta situação ocorrida na BR 101, no estado catarinense.

Uma mulher que trafegava na BR-101, próximo à cidade de Itajaí, e se acidentou devido a uma grande lâmina de água na pista será indenizada pela concessionária responsável pelo trecho. A decisão é da juíza Rachel Bressan Garcia Mateus, titular da 1ª Vara da comarca de Orleans. O fato aconteceu em fevereiro de 2013, quando o carro onde a autora da ação estava aquaplanou, saiu da pista, colidiu com o meio-fio e capotou no canteiro central da rodovia. Segundo os policiais que atenderam o acidente, a lâmina de água na pista era de aproximadamente 30 cm de profundidade, devido à falta de drenagem adequada. 

A vítima teve lesões no braço e ombro esquerdo, além de fratura exposta na mão direita. Encaminhada para atendimento em hospital da região, seu quadro foi agravado ao contrair uma infecção hospitalar. Além das despesas médicas, o acidente deixou como sequela  a perda da força e flexibilidade do braço esquerdo, considerável ausência de sensibilidade na mão direita e cicatrizes nos membros superiores. 

A ré, em sua defesa, sustentou entre outros argumentos que a drenagem na pista estava em pleno funcionamento e que a condutora do veículo estaria em ¿velocidade incompatível com a via e com as condições de pista¿. No entanto, o depoimento de um policial rodoviário federal reforçou a falta de manutenção no trecho, bem como o acúmulo recorrente de água. Além disso, outros dois acidentes teriam acontecido no mesmo local naquele ano. 

A concessionária foi condenada a indenizar a autora em R$ 32 mil por danos materiais, R$ 25 mil por danos morais e R$ 5 mil por danos estéticos, valores a serem ainda corrigidos por juros, a contar do evento danoso, e correção monetária. Cabe recurso da sentença. Fonte: TJ-SC

 

Curtiu nossa coluna? Compartilhe! Esclarecimentos, e/ou sugestões de assuntos podem ser encaminhados para nosso contato de e-mail abaixo.

Dra. Luciana Zanco  

lucianazancoadv@gmail.com

 Resultado de imagem para facebook png pequeno

Conheça os seguros Caixa na habitaoeste!


Tags da postagem

rodovias acidentes responsabilidade indenização Justiça transito local Advogada Luciana Zanco Luciana Zanco Dr. Luciana Zanco advogada em Quilombo BR 101 santa catarina 12 De Fevereiro De 2020 Advogada em Santiago do Sul