Melhorias na gestão financeira fortalecem pequenos negócios

Setor empresarial recebe auxílio gratuito por meio da Sala do Empreendedor de Palma Sola

Em 29/06/2020 17:42

Notícia por MB Comunicação

Melhorias na gestão financeira fortalecem pequenos negócios

O planejamento financeiro das empresas nunca foi tão necessário quanto neste período de crise sanitária, que resultou em instabilidade monetária e estagnação econômica. Para auxiliar os empresários a realizarem as adequações necessária nos processos internos, a Sala do Empreendedor de Palma Sola disponibilizou em junho, 20 horas de consultorias gratuitas sobre fluxo de caixa. Esse serviço de apoio ao setor empresarial faz parte do Programa Cidade Empreendedora, executado pela Administração Municipal e pelo Sebrae/SC. 

Conforme o prefeito Cleomar Mantelli (Kiko), o programa Cidade Empreendedora está sendo um marco para Palma Sola, pois auxiliou em mudanças positivas, na realização de ações efetivas de educação empreendedora e no incentivo à abertura de novos negócios. “Estamos avançando na qualidade da prestação dos serviços públicos, no fortalecimento dos negócios locais, no fomento do progresso e na geração de novos empregos”, avaliou.

Para a secretária municipal de Administração, Izabel Vissotto, esse trabalho de aprimoramento dos empreendedores tem fortalecido a economia do município. “As demandas de consultorias na área financeira tiveram ótima procura pelo programa Cidade Empreendedora, o que auxiliou no desenvolvimento de diversas atividades econômicas, mesmo durante a pandemia. Atualmente, conseguimos vislumbrar os resultados desse trabalho com a consolidação de pequenos negócios, geração de emprego e renda”, analisou.

A agente de desenvolvimento local, Tamara Scatola Luvison, ressaltou que nesta crise econômica são necessárias características empreendedoras como iniciativa, perseverança, liderança e capacidade de planejamento. “O saber fazer é importante, mas está aliado ao conhecer a situação financeira da empresa, ter domínio da margem de lucro, do capital de giro e saber realizar os cortes de despesas no momento adequado”, comentou.  

Consultoria fluxo de caixa

De acordo com o professor universitário, contador e consultor credenciado ao Sebrae/SC, Pedro Watte, alguns empreendedores têm dificuldade de visualizar o retorno da atividade. “É muito trabalho e dedicação para pouco lucro, contudo ao realizar a simulação da empresa observa-se que o desafio não está no segmento ou no posicionamento do negócio, mas sim no controle dos gastos, despesas particulares ou até mesmo desnecessárias que não eram contabilizadas na movimentação financeira”, relatou.   

Watte explicou a importância do gestor dedicar no mínimo uma hora diária para organização financeira porque sem controle não é possível saber como está o progresso da atividade. “O controle financeiro deve começar com as finanças domésticas e se expandir para as empresas. A medida é  necessária tanto na vida pessoal quanto profissional com controle de receitas e despesas”, justificou. Os participantes da consultoria receberam planilhas das quais podem realizar lançamentos diários para acompanhar a movimentação e no fim do mês analisar os dados. 

Avaliação

O colaborador da loja Victor Móveis, Renan Eduardo Tonelli de Castro, participou da consultoria na busca de conhecimentos porque a empresa em que atua está no mercado há 22 anos, com comercialização de móveis, utilidades e tecnologia. “Nossa empresa é bem sólida, mas sempre é possível aprimorar os procedimentos internos. Então, aproveitei para esclarecer dúvidas fiscais”, comentou ao agradecer pelo  serviço, que aproxima as informações dos gestores.

Ao avaliar os reflexos da crise provocada pela pandemia da covid-19, Castro enfatizou que os resultados da loja durante esse período de distanciamento social foram positivos e surpreendentes. “Adaptamos o atendimento, utilizamos o delivery e fechamos maio com o melhor desempenho no comparativo do mesmo período dos últimos três anos. Os meses de outono e inverno são historicamente mais tranquilos no nosso setor, o que tem sido diferente neste ano. Atribuo isso ao isolamento dos moradores que priorizaram adquirir itens do comércio local, evitando se deslocar para outros municípios”, analisou.

A secretária do Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Palma Sola (SINTRAF), Rosalia dos Santos Cavanhol, buscou na consultoria conhecimentos para aprimorar o fechamento de caixa. “Trabalhamos com um sistema bem completo para a gestão da entidade, porém auxiliamos na divulgação dos produtos coloniais dos associados e precisávamos aperfeiçoar esses controles. Com as orientações do consultor percebemos que estávamos no caminho certo”, avaliou. O sindicato contribui na divulgação de itens produzidos pelos associados a exemplo do mel, feijão, melado, açúcar mascavo etc.

Para Rosalia a iniciativa da Sala do Empreendedor de Palma Sola é fundamental para aperfeiçoar e fortalecer os pequenos negócios locais. “Tive a oportunidade de esclarecer várias dúvidas sobre esse controle que não integra o sistema do Sindicato, além do consultor credenciado ao Sebrae/SC ter orientado a utilização de planilhas específicas para o controle”, destacou. A secretária também aproveitou para validar a proposta de um novo serviço que poderá ser disponibilizado aos associados da entidade, que está voltado a prestação de informações sobre carteira digital e encaminhamentos do INSS para comunidade em geral, antecipando que o Sindicato já realiza o encaminhamento do seguro-desemprego.

Sala do Empreendedor

Os empreendedores interessados nas consultorias devem entrar em contato pelo telefone (49) 3652-3200, pelo e-mail empreendedor@palmasola.sc.gov.br ou na Sala do Empreendedor de Palma Sola, situada na Rua Francisco Zanotto, nº 600, Centro, de segunda a sexta-feira das 8h às 11h45 e das 13h30 às 17h30.


Tags da postagem

Sebrae Chapecó santa catarina