Uso de máscara facial se torna obrigatório em Quilombo

Descumprimento acarretará em multa de mais R$ 100; Governo Municipal distribuirá máscara para famílias carentes

Em 14/05/2020 18:43

Notícia por Agência de Notícias Qbo Mais

Uso de máscara facial se torna obrigatório em Quilombo

O uso de máscara facial se torna obrigatório em todo o território do município de Quilombo a partir desta sexta-feira (15). Já a partir do dia 18 de maio, próxima segunda-feira, o descumprimento acarretará em multa, no valor de R$ 108, considerada infração de natureza sanitária.

A ação está sendo acatada como forma de enfrentamento e combate ao novo coronavírus (covid-19).

 “A medida já foi adotada por diversos municípios, principalmente só após a confirmação do primeiro caso. Não temos nem um caso em Quilombo, mas visto da importância da utilização, especialmente como prevenção, já estamos adotando a utilização e as adequações”, salienta o prefeito de Quilombo, Silvano de Pariz.

O decreto nº 122/2020, que institui a obrigatoriedade foi assinado e publicado na quarta-feira (13). Estabelece o uso nos espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população, inclusive vias públicas. Também no interior de órgãos públicos e nos estabelecimentos privados, comerciais, industriais, prestadores de serviço ou outras atividades, além do uso em táxis, ou transporte compartilhado de passageiros.

Cada estabelecimento é responsável de garantir o cumprimento das medidas dispostas. A fiscalização ficará a cargo das equipes de Vigilância Sanitária e Epidemiológica e de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina, que poderão incluir a aplicação de multa, interdição e até suspensão das atividades.

Doação de máscaras

Para as pessoas carentes, o Governo Municipal, por meio das Secretarias de Assistência Social e de Saúde, doará duas máscaras por pessoa.

Os interessados poderão retirar nas Unidades de Saúde do município (Unidade de Saúde do Bairro Santa Inês, Policlínica e Unidade de Saúde Sede), na Secretaria de Assistência Social (antigo prédio da Prefeitura), no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) (Rodoviária).

Na ocasião, as pessoas deverão apresentar documentos pessoais (RG/CPF).

Fonte/Foto: Thaise Guidini - Assessoria de Comunicação 

 

Anuncie Aqui