Saber

Passo Fundo: Ministério Público inaugura nova sede das Promotorias de Justiça

Por Redação Quilombo Mais em 28/05/2021 às 19:55:23

O procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, inaugurou, na tarde desta sexta-feira, 28 de maio, o novo prédio do MPRS no município. A cerimônia, realizada presencialmente para um restrito número de pessoas, obedeceu todos os protocolos de distanciamento social. No prédio de sete pavimentos, com área total de quatro mil e trezentos metros quadrados, todo com acessibilidade, funcionarão as Promotorias de Justiça. Durante o evento, houve também homenagem póstuma ao promotor de Justiça Trajano Porto Cardoso, que a partir de agora dá nome ao auditório da nova sede.

Em sua manifestação, Fabiano Dallazen ressaltou a justa homenagem ao promotor Trajano Cardoso. "Uma unanimidade entre os que o conheceram. Por isso, foi tão fácil concordar quando recebemos a proposta do colega Paulo Cirne, de dar ao auditório o nome do Dr. Trajano", disse. O chefe do MP também ressaltou sua satisfação ao perceber na nova sede um espaço onde a comunidade de Passo Fundo será ainda melhor recebida. "O Ministério Público não parou durante a pandemia. Fechamos logo no início, mas, em seguida, reabrimos as portas e seguimos atendendo a comunidade. O cidadão quer ter suas demandas resolvidas e nós precisamos trabalhar para este fim. Cada um assumindo sua parcela de responsabilidade pela entrega para que assim possamos garantir os diretos fundamentais da nossa população mais vulnerável e que mais precisa do poder público", disse o PGJ.

Para o diretor das Promotorias de Passo Fundo, Marcelo Pires, "esse prédio se fazia mais do que necessário, tendo em vista a ampliação das atribuições do Ministério Público na comarca há um bom tempo. O prédio que nos encontrávamos estava bem aquém da nossa real necessidade para melhor servir a comunidade. Com a reinauguração, nós renovamos a nossa face social, mas jamais nos esquecendo daquilo que nos legitima verdadeiramente que é a ação e defesa da ordem jurídica, da ordem democrática e, principalmente, a defesa da sociedade".

O promotor de Justiça Paulo Cirne, um dos diretores da Promotoria de Passo Fundo, em sua manifestação, sublinhou as características da nova sede, que além de dar uma melhor infraestrutura aos promotores, também garante as condições necessárias de trabalho aos servidores e estagiários. "Esse é um prédio de todos os que trabalham aqui, que fazem o dia a dia dessa Promotoria e, com certeza, um prédio para a comunidade. Estamos certos de que os reflexos no atendimento às demandas sociais serão também visíveis", disse o promotor.

O presidente da Associação do Ministério Público, João Ricardo Tavares, falou da importância da nova sede. "O entusiasmo para prestar o serviço para o qual nós fomos destinados é maior com instalações mais adequadas para trabalhar, como as que nós estamos vendo hoje sendo inauguradas. Isso afeta diretamente o destinatário dos nossos serviços que é a população, no caso, de Passo Fundo. Por isso, é motivo de muita alegria a AMP estar participando de um momento como esse, de Passo Fundo estar recebendo um prédio deste porte para bem atender a comunidade", disse.

Representando a Assembleia Legislativa do RS, o deputado Mateus Wesp, em sua fala, destacou o esforço coletivo de todos os poderes e instituições para o enfrentamento da crise que assola o Estado. "O parlamento gaúcho não poderia exercer o seu papel sem o apoio de importantes instituições que fazem o exercício de funções essenciais de Justiça, como é o caso do Ministério Público. Aqui, aproveito para salientar o senso de responsabilidade dos representantes dos poderes e das instituições para com o futuro dos gaúchos, principalmente porque sabemos que nosso estado atravessa uma crise há muito tempo e não conseguiria vencê-la se não contasse com o apoio de todos. Graças a esse esforço temos conseguido apresentar para a sociedade gaúcha melhores resultados", disse.

O prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, além de ressaltar a relação republicana que se estabelece entre os poderes no município e o trabalho de excelência desenvolvido pelos promotores, parabenizou a instituição pela homenagem póstuma ao promotor de Justiça Trajano Cardoso. "Passo Fundo tem filhos ilustres que nos orgulham e são, não apenas pessoas que se desenvolveram pessoalmente e profissionalmente, mas que, acima de tudo, construíram uma trajetória voltada para o bem comum. Foi esse legado que nos deixou o Dr. Trajano, merecedor desta justa homenagem", disse o prefeito.

HOMENAGEM

O promotor de Justiça Trajano Porto Cardoso, que faleceu em 12 de julho de 2019, aos 86 anos, em Passo fundo, dá nome ao auditório da nova sede, em uma homenagem póstuma. O promotor teve uma carreira exitosa, foi agraciado com a Comenda Dirceu Pinto, a mais alta distinção que um promotor pode receber dentro da instituição. Foi condecorado, ainda, com o título de Cidadão Passo-fundense, concedido pela Câmara de Vereadores. Fora da esfera judicial, Trajano foi professor da Universidade de Passo Fundo (UPF) e contribuiu para a formação de profissionais da cidade e região. O promotor Trajano Porto Cardoso deixou a esposa Jandira Pereira Cardoso e os filhos Cristiane, Cassiano, Cassandra, Camilo e quatro netos. Cristiane e Cassiano atuam como promotores de Justiça, ambos em Passo Fundo.

O promotor de Justiça Cassiano Cardoso, em sua emocionada manifestação, reiterou que para a família é motivo de honra que seja dado ao auditório o nome de seu pai Trajano Porto Cardoso. "Um espaço de diálogo, de discursos, de acolhimento à comunidade, o nome de alguém que amou essa instituição, amou a tribuna e amou Passo Fundo. Nessa tríplice coincidência de afetos, transmitimos os nossos votos de que seu nome possa bem designar este espaço, o coração desta Promotoria. Como ele estaria feliz se estivesse aqui. Pra expressar sua gratidão que belo e arrebatado discurso faria", disse o filho do homenageado.

PRESENÇAS

Também estiveram presentes ao ato o secretário-geral do Ministério Público, Júlio César de Melo; o procurador de Justiça Ari Costa; os promotores de Justiça Alvaro Luiz Poglia, Clarissa Ammélia Simões Machado, Leonardo Giardin de Souza, Marcos Simões Petry, Cristiane Pereira Cardoso, Denilson Belegante, Julio Francisco Ballardin, Cristiano Ledur, João Paulo Bittencourt Cardozo e Ana Cristina Ferrareze, Edgar Garcia e Felipe Barcelos; o delegado Regional de Polícia, Adroaldo Schenkel, o comandante do CRPO, corenel Volnei Ceolin; a diretora do Foro substituta, juíza, Ana Paula Caimi; e a vereadora Janaína Portella.

Fotos: Tiago Coutinho/MPRS

Fonte: MP RS

Comunicar erro
MVA

Comentários

nespolo 3